Voltar
04/06/2018| “De certeza que põe a segurança do seu filho em primeiro lugar?” é o mote da nova campanha de sensibilização da RESPIRA





 

Com o apoio institucional da Sociedade Portuguesa de Alergologia Pediátrica. A iniciativa pretende sensibilizar os condutores que fumam no interior dos carros para os malefícios que o fumo provoca, sobretudo quando transportam crianças.

Desta forma, durante o dia 31 de maio vão ser distribuídos folhetos informativos nas estações do metro de Marquês de Pombal, Jardim Zoológico e Entre Campos, das 8h00 às 10h00 e das 17h00 às 19h00, bem como nas lojas do Pingo Doce Tomás Ribeiro e 5 de Outubro, entre as 10h00 e as 16h00.
Num comunicado divulgado à comunicação social, a vice-presidente da RESPIRA, Dr.ª Isabel Saraiva, refere-se ao tabagismo como um grave problema de Saúde Pública, "já que é responsável pela diminuição da qualidade e duração de vida".
"Tem ainda a agravante de ser um fator de risco, não só para o fumador, mas para todos aqueles que se encontram frequentemente expostos ao fumo passivo", acrescenta.
Neste sentido, e como a própria também explica, a campanha "visa alertar as pessoas para deixarem de fumar dentro dos carros, por forma a não colocarem em risco a sua saúde e a dos seus ocupantes, nomeadamente as crianças". "A sua segurança também está na qualidade do ar que respiram quando são transportadas nos automóveis para a escola ou para casa”, sublinha.
Um cigarro contém cerca de quatro mil substâncias com efeitos tóxicos e irritantes, 70 das quais mencionadas como cancerígenas. Ao ser exposta ao fumo do tabaco, a criança está a inalar substâncias como a nicotina, metais pesados, monóxido de carbono ou alcatrão.
Malefícios do tabaco nas crianças
a) Probabilidade de desenvolvimento de problemas respiratórios, nomeadamente asma, bronquite e pneumonia;
b) O fumo passivo pode ser letal e aumenta em 30% a probabilidade de cancro do pulmão e em 24% o risco de problemas cardíacos;
c) A curto prazo as crianças podem apresentar irritação nos olhos, dor de cabeça, náuseas, tosse, falta de ar, sinusite crônica e até problemas auditivos (perda auditiva neurossensorial);
d) Problemas psiquiátricos e psicológicos decorrentes da ansiedade e depressão causados pela inalação dos gases tóxicos do fumo do tabaco;
e) As crianças podem perder a capacidade de concentração e terem maiores dificuldades de aprendizagem, uma vez que a inalação de fumo interfere diretamente no seu comportamento, pelo que tendem a ficar mais irritadas e impacientes.
http://www.vitalhealth.pt/saude/6150-preval%C3%AAncia-do-risco-nutricional-em-crian%C3%A7as-internadas-em-portugal-ordem-dos-nutricionistas-fala-em-situa%C3%A7%C3%A3o-%E2%80%9Calarmante%E2%80%9D.html

 

Fonte texto e imagem: News Farma

Voltar